top of page
  • Foto do escritorJuliana Bertoncel

Você sabe a diferença entre depressão e vitimismo?

Atualizado: 22 de jan.

Qual é a diferença entre depressão e vitimismo?

Depressão é um distúrbio afetivo, é uma doença psiquiátrica crônica que produz alteração do humor. É caracterizada por uma sensação profunda de tristeza e forte sentimento de desesperança. A pessoa deprimida pode ser auto-responsável, se dedicar às suas conquistas e MESMO ASSIM, mesmo que a vida esteja caminhando bem, ainda assim sente constantemente que ALGO LHE FALTA, sente um VAZIO, parece que nunca NADA EXTERNO é capaz de preencher.


Já o vitimismo refere-se a tendência a se colocar no papel de vítima, mesmo que a pessoa não o seja. Geralmente essas pessoas sentem-se incapazes de gerenciar a própria vida e NÃO se responsabilizam por seus atos e problemas. Isso significa que CULPAM o mundo por seus fracassos e descarregam em quem está por perto toda a responsabilidade dos seus problemas. Não buscam a solução, e se REVOLTAM com quem não se torna seu ALIADO no SOFRIMENTO!


Embora depressão e vitimismo sejam conceitos diferentes, podem apresentar algumas sobreposições em termos de comportamentos observados no dia a dia. Aqui estão algumas características práticas que podem ser associadas a cada um:


Depressão:

1. Humor Persistente de Tristeza: Uma pessoa deprimida muitas vezes experimenta um humor persistente de tristeza, desesperança ou vazio.

2. Perda de Interesse e Prazer: A perda de interesse em atividades anteriormente apreciadas é comum na depressão, assim como a incapacidade de experimentar prazer.

3. Fadiga e Baixa Energia: Indivíduos deprimidos frequentemente relatam fadiga constante e uma sensação geral de baixa energia.

4. Problemas de Sono: Dificuldades em dormir (insônia) ou excesso de sono (hipersonia) são sintomas frequentes.

5. Alterações no Apetite: Pode haver uma mudança significativa no apetite, resultando em ganho ou perda de peso não intencional.

6. Dificuldades de Concentração: A depressão pode afetar a capacidade de concentração e tomada de decisões.

7. Sentimentos de Culpa ou Inutilidade: Indivíduos deprimidos frequentemente experimentam sentimentos de culpa, inutilidade ou pensamentos autodepreciativos.

8. Isolamento Social: A tendência a se isolar dos outros é comum na depressão.


Vitimismo:

1. Auto atribuição de Culpa Externa: Pessoas com mentalidade de vítima tendem a atribuir a culpa por suas circunstâncias a fatores externos, em vez de assumir responsabilidade.

2. Falta de Empoderamento: Em vez de buscar soluções ou fazer mudanças positivas, as vítimas podem sentir-se impotentes e incapazes de influenciar suas vidas.

3. Reclamação Constante: O vitimismo muitas vezes se manifesta através de uma constante reclamação sobre as circunstâncias, sem buscar ativamente maneiras de melhorá-las.

4. Recusa em Aceitar Ajuda: Pessoas com mentalidade de vítima podem resistir a aceitar ajuda ou orientação, mantendo uma narrativa de injustiça.

5. Foco nas Limitações, não nas Soluções: Em vez de concentrar-se em soluções, indivíduos com mentalidade de vítima tendem a destacar as limitações e obstáculos.

6. Rejeição de Responsabilidade Pessoal: O vitimismo muitas vezes envolve evitar a responsabilidade pessoal e culpar fatores externos por seus problemas.

7. Dificuldade em Aceitar Feedback Construtivo: Pessoas com mentalidade de vítima podem ter dificuldade em aceitar feedback construtivo, interpretando-o como crítica injusta.


É importante notar que, enquanto a depressão é uma condição de saúde mental, o vitimismo é uma postura ou mentalidade em relação à vida e às adversidades. Ambos podem coexistir, mas não são mutuamente exclusivos.


Principal diferença:

✅ Normalmente a pessoa deprimida sente-se CULPADA até mesmo por aquilo que ela não é responsável

✅ A pessoa vitimista CULPA os outros por tudo!


De forma geral, como toda relação é um encaixe, podemos por exemplo ter:

✅ Uma filha deprimida tem uma mãe/pai vitimista

✅ Uma esposa deprimida tem um marido vitimista

✅ Um funcionário deprimido possui um chefe vitimista

✅ E assim por diante


- “Mas Ju, é possível estar deprimido e ser vitimista ao mesmo tempo?”

- Sim, é possível! Como saber “qual lado” está ganhando dentro de você?


O deprimido, mesmo desesperançoso, busca ajuda - tratamento terapêutico semanal, tratamento medicamentoso (prescrito por um psiquiatra) e Constelação Sistêmica.


O vitimista não busca ajuda e enche a boca pra falar: “essas coisas não funcionam!”. Ou, após muita insistência de quem convive com ele, vai em uma sessão terapêutica, não se entrega ao processo, não olha pra si e diz: “até tentei, mas nada funciona comigo!”


É importante reconhecer que o processo de lidar com a depressão e o vitimismo pode ser gradual, e o suporte profissional é valioso nesse caminho.

-------

Querido(a) leitor(a),

Espero que esteja bem! Quero expressar o quanto valorizo você como parte da nossa comunidade. Sua jornada é importante para mim, e o objetivo dos meus textos aqui no blog é oferecer apoio, orientação e caminhos de solução. É uma honra poder contribuir para o seu crescimento interior. Entendo que cada passo em sua vida é único, com desafios e vitórias próprias, e sei que nem sempre apenas um texto é capaz de proporcionar um espaço seguro e acolhedor para suas reflexões e crescimento pessoal.


Por isso, convido você a explorar mais sobre os benefícios da


Se, neste momento, sentir que um curso online pode agregar maior valor à sua vida, sugiro dar uma olhada no curso "Mulher Soberana". Ele foi projetado para guiá-lo na jornada de abraçar plenamente a sua força interior, transformando a mulher guerreira que vive em você em uma mulher soberana e segura em todas as áreas da vida, tomando toda a força do pai.


Lembre-se, estou aqui não apenas como profissional, mas como alguém genuinamente comprometida com o seu bem-estar. Sinta-se à vontade para entrar em contato, tirar dúvidas ou agendar uma sessão. Estou à disposição no WhatsApp (11.99217.1846).

Caso prefira, podemos manter contato pelo [ https://www.instagram.com/julianabertoncel ].


Com estima,

Juliana Bertelli Bertoncel

Prof. Especialista em Constelação Sistêmica e Terapia Vibracional


©© Copyright
bottom of page