Search
  • Juliana Bertoncel

Ju, como saber se estou no lugar de mãe do meu parceiro, como corrigir isso?


Ótima pergunta! Primeiro, esses são os 4 passos que podem indicar que você realmente está sendo pai da sua parceira ou mãe do meu parceiro: 1. Você acredita que sabe o que é melhor para seu parceiro(a), então busca controlar suas decisões

2. Você desqualifica ou ignora a conversa, quando recebe queixa sobre seu comportamento. Se sente superior ao parceiro(a) e com a razão em tudo. Diz que não se separa porque sente “dó do outro”. Enxerga o parceiro(a) como fraco(a) e dependente. 3. Quer educar o parceiro(a) dizendo como ele(a) deve agir. Nos conflitos aponta tudo o que o outro “faz de errado” ao invés de comunicar como “eu me sinto” em relação a determinada situação. 4. Faz mais do que deve e depois joga na cara que o parceiro(a) que ele não faz o mesmo por mim. Coloca sempre a “culpa da falta de reciprocidade” nele(a) . Ao fazer isso, não reconhece a sua carência e julga o outro sempre como insuficiente. (Nota: neste sentido, o parceiro sempre será mesmo “insuficiente”, porque nada que ele(a) possa fazer irá preencher o vazio que você carrega no peito) Para corrigir, você deve-se colocar no local de parceira (o) e o primeiro passo você já deu, observando que algo não está certo. A desordem pode levar ao fim do relacionamento.


Se você se identificou com o post, comece buscando mudar suas atitudes e faça uma constelação familiar. Compartilhe esse post com quem você acredita que vai se beneficiar deste conteúdo. Beijos de Luz, Juliana Bertoncel


©© Copyright

Rua Manuel Furtado  (Z/O SP)

Bairro: Jd. Felicidade

  • Facebook - White Circle