Search
  • Juliana Bertoncel

Esse comportamento alcança SEMPRE o efeito OPOSTO desejado: AFASTA as pessoas!

Seu namorado acredita que a tristeza é um sentimento nobre que mostra a profundidade das emoções dele. Acredita que “entregando algo tão bom assim” talvez ele receba um pouco mais de amor e atenção que ele sente merecer…


No entanto, esse comportamento alcança SEMPRE o efeito OPOSTO desejado: AFASTA as pessoas!


Esse namorado, provavelmente, se criticado ou mal compreendido tende a fazer “silêncio punitivo”, fazer beicinho ou emburrar….


Normalmente alguém assim, vem de uma família onde a mãe, o pai ou ambos apresentam um comportamento temperamental e instável, são mal-humorados, vitimistas, e estão sempre imersos em PROBLEMAS INSOLÚVEIS (na visão deles)!


Esse filho(a) tende a se sentir sempre impotente, frustrado e culpado tanto pelas dores dos pais quanto por sua incapacidade de nunca conseguir deixá-los felizes -> o que vamos deixar claro, é uma missão impossível!


Com isso, como se sente sempre falho, também tende a não se sentir merecedor do amor, nem dos pais nem de nenhuma parceira. Acredita que só irá receber afeto e carinho através da reprodução do drama e da auto-piedade… é um donzelo que espera ser resgatado por uma mulher "guerreira".


Solução para quem viveu essa dinâmica na infância? Constelação + terapia semanal.


Pra quem namora com alguém assim? não alimentar esse padrão e nem assumir a posição de mãe…. (isso, se você aguentar ficar na relação!)


Conhecem alguém assim? Rainhas, vocês já fizeram isso com algum parceiro?

Como esse texto ressoa pra vocês?


Beijos de luz,

Juliana Bertoncel





#terapiaemusica #julianabertoncel #cursoconstelacaofamiliar #cursoconstelaçãosistêmicafamiliar #formaçãoprofissional #autoconhecimento #desenvolvimentopessoal #queroserconstelador #berthellinger #constelacao #relacionamentoamoroso #casamento #feminino

15 views0 comments
©© Copyright