top of page
  • Foto do escritorJuliana Bertoncel

Chantagem emocional na relação mãe e filha: como agir para a filha não desonrar a mãe?



Mãe e filha, como honrar a mãe, chantagem emocional. Sai de casa e minha mãe me chama de egoista.

Honrar pai e mãe não significa abrir mão da sua independência, deter seu crescimento ou sucumbir às manipulações emocionais deles.


É um equívoco pensar que conviver é a única maneira de demonstrar respeito. Uma pessoa consciente compreende que seguir o curso natural da vida e buscar independência não é egoísmo, mas sim um passo necessário para o próprio amadurecimento.


Ao enfrentar acusações de egoísmo, é crucial não levar para o pessoal e aprender a cultivar a compaixão. 


Uma mãe genuinamente amorosa (disponível para o amor materno e no seu lugar certo dentro da família) elogia até mesmo uma filha com desafios, enquanto uma mãe amarga, egoísta e presa às suas dores infantis (e muito provavelmente fora do seu lugar certo dentro da família) pode criticar até uma filha exemplar.


Assim, uma mãe que rotula a filha como egoísta carrega feridas internas profundas. Manifestar compaixão implica em:

  1. Não  julgá-la, 

  2. Não exigir mudanças,

  3. Não acusá-la de falta de amor (Tenha certeza que ela lhe entrega TODO o amor que há disponível dentro dela). 

  4. Compreender a dor que ela carrega.

  5. Reconhecer as contribuições maternas para o desenvolvimento, tanto pelo que foi oferecido quanto pelo que faltou,

  6. Não sucumbir a chantagem emocional dela. Não se deixar envolver requer resiliência e, se necessário, realizar uma Constelação Sistêmica e buscar apoio terapêutico semanal. 


O impacto das palavras dos pais é significativo, entretanto, apenas um coração que permanece em um estágio infantil, impulsionado pela necessidade de reconhecimento e validação, experimenta a intensidade da CULPA e se sente ofendido pelas acusações de uma mãe amarga e indisponível.


Em outras palavras, se essas palavras ainda causam dor, é um indicativo de que há um caminho a percorrer no amadurecimento, chegando ao ponto de compreender verdadeiramente que as expressões amargas da sua mãe refletem as dores dela, não quem você é! 

----

Querido(a) leitor(a),

Espero que esteja bem! Quero expressar o quanto valorizo você como parte da nossa comunidade. Sua jornada é importante para mim, e o objetivo dos meus textos aqui no blog é oferecer apoio, orientação e caminhos de solução. É uma honra poder contribuir para o seu crescimento interior. Entendo que cada passo em sua vida é único, com desafios e vitórias próprias, e sei que nem sempre apenas um texto é capaz de proporcionar um espaço seguro e acolhedor para suas reflexões e crescimento pessoal.


Por isso, convido você a explorar mais sobre os benefícios da


Se, neste momento, sentir que um curso online pode agregar maior valor à sua vida, sugiro dar uma olhada no curso "Mulher Soberana". Ele foi projetado para guiá-lo na jornada de abraçar plenamente a sua força interior, transformando a mulher guerreira que vive em você em uma mulher soberana e segura em todas as áreas da vida, tomando toda a força do pai.


Lembre-se, estou aqui não apenas como profissional, mas como alguém genuinamente comprometida com o seu bem-estar. Sinta-se à vontade para entrar em contato, tirar dúvidas ou agendar uma sessão. Estou à disposição no WhatsApp (11.99217.1846).

Caso prefira, podemos manter contato pelo [ https://www.instagram.com/julianabertoncel ].


Com estima,

Juliana Bertelli Bertoncel

Prof. Especialista em Constelação Sistêmica e Terapia Vibracional


Posts recentes

Ver tudo
©© Copyright
bottom of page