top of page
  • Foto do escritorJuliana Bertoncel

Quantas vezes você já ouviu que você tem que ser pequeno em relação aos seus pais?

Atualizado: 9 de nov. de 2023


Segundo a constelação sistêmica, o conceito de "ser pequeno diante dos pais" se relaciona com reconhecer a posição adequada de um filho em relação aos seus pais dentro do sistema familiar.


Significa que cada membro da família tem um lugar e uma ordem na hierarquia familiar. Quando uma pessoa não aceita ou desafia essa ordem, pode ocorrer um desequilíbrio nas dinâmicas familiares.


Leia abaixo uma lista do que fazer e do que parar de fazer para conseguir respeitar a Lei da Hierarquia.



Ter essa sensação de sermos superiores aos nossos pais, de culpa ou de que estamos traindo nossos próprios pais quando estamos felizes, financeiramente estáveis, construindo uma família harmoniosa e desfrutando de boa saúde pode parecer um absurdo à primeira vista. Afinal, racionalmente, a maioria dos pais deseja ardentemente o bem-estar e o sucesso de seus filhos. No entanto, o que acontece na nossa alma, muitas vezes difere dessa perspectiva racional.


Por exemplo, uma filha que cresceu testemunhando seu pai e irmãos enfrentando uma série de fracassos profissionais e vivendo constantemente em meio a dificuldades financeiras pode desenvolver uma lealdade inconsciente que a impede de atingir seu potencial e prosperar profissional e financeiramente. Na essência, essa filha teme superar seu pai e irmãos, receando que seu sucesso possa humilhar e magoar aqueles a quem mais ama. Como resultado, ela se recusa a permitir a si mesma crescer e prosperar.


Essas dinâmicas familiares sutis são comuns em famílias onde:


- O sofrimento é valorizado, levando à falta de permissão interna para buscar a felicidade.

- A doença é predominante, o que impede a busca da saúde.

- A mentalidade de escassez e os problemas financeiros são uma constante, bloqueando a permissão interna para conquistar a riqueza.

- Os relacionamentos amorosos são marcados por dor, infidelidade e agressão, dificultando a possibilidade de desfrutar de relacionamentos leves, respeitosos e equilibrados.


É importante ressaltar que a culpa não deve recair sobre os pais, pois essas dinâmicas são frequentemente alimentadas pela filha através de um "amor cego". A filha, por exemplo, sente que, ao buscar uma vida diferente e melhor, estaria abandonando seus pais à dor e ao sofrimento. Essa lealdade profunda e amor incondicional é o que perpetua a repetição de destinos difíceis.


Ainda bem que existe uma ferramenta eficaz para abordar e transformar essas dinâmicas: a Constelação Sistêmica. Saiba que é perfeitamente possível honrar e amar sua família enquanto se permite crescer, ser feliz e criar uma vida mais satisfatória. Está na hora de dar um passo em direção à liberdade, equilíbrio e felicidade que você merece.


Juliana Bertoncel

Terapeuta Sistêmica e Vibracional


Para agendar sua Constelação comigo, entre em contato: WhatsApp 11.99217.1846


Caso você prefira neste momento um curso online que irá te conduzir a tomar plenamente a força do seu pai, para que você consiga sair da menina guerreira que luta contra tudo e todos para a mulher soberana que se sente segura em todas as áreas da vida, clique aqui: https://amordedentroparafora.com/mulher-soberana/



298 visualizações0 comentário
©© Copyright
bottom of page