top of page
  • Foto do escritorJuliana Bertoncel

Porque "ser guerreira" não é elogio, e sim sobrecarga! #diadasmulheres


“Você é mulher guerreira, e pode ser o que quiser!”. Vi muitos stories ontem compartilhando frases como essas para comemorar e parabenizar as mulheres pelo seu dia. Me pareceu contraditório enaltecer, validar e parabenizar uma mulher justamente pelas características da sua energia masculina DESEQUILIBRADA.


A mulher guerreira, é na verdade uma “menina guerreira” ainda desconectada da força equilibrada do seu pai, e TOTALMENTE DESCONECTADA da sua energia FEMININA

(Explico sobre isso no Mulher Soberana).




É uma mulher que normalmente acolhe todo mundo, tem dificuldade em falar 'não', assume pesos e responsabilidades que são dos outros, faz tudo por todos, só não sabe ainda se acolher e se permitir ser acolhida…

Tudo isso SOBRECARREGA esta mulher.


Porque então parabenizar uma mulher justamente por algo que lhe traz peso e a distancia ainda mais da sua feminilidade?


Como não temos controle sobre os outros, volto a pergunta para você:


o quanto você está pronta pra ser valorizada e admirada pelas suas características inerentes da sua energia feminina?


O quanto você mesma se permite se acolher e acolher sua intuição, criatividade, gentileza e leveza?

Você aprendeu a ser guerreira como mecanismo de sobrevivência, mas será que precisa continuar a ser uma?


Eu acredito que não. Acredito que você esteja cansada de ser uma mulher guerreira. E justamente pra você, que quer aprender a direcionar sua vida com maestria e soberania, que eu preparei o método perfeito: a fórmula que irá lhe guiar para que você seja a Mulher Soberana da sua vida


Se inscreva! Aguardo você,


Juliana Bertelli Bertoncel

Terapeuta Sistêmica e Vibracional

Constelação: (11) 9.9217.1846 - WhatsApp

22 visualizações0 comentário

Comments


©© Copyright
bottom of page