Search
  • Juliana Bertoncel

Essa é uma característica comum dos “Filhinhos da mamãe” e das “Filhinhas do papai”...

Pensem no seguinte cenário: “Fiquei bem doente e o namorado não me acompanhou no hospital. Não pedi que ele fosse até o hospital, mas fiquei magoada por ele não ir e pensei em terminar”.


Vocês conseguem perceber a birra que há nessa frase. Conseguem perceber que ela esperava ser cuidada pelo namorado como seria por um pai ou uma mãe? Como se ele precisasse adivinhar as necessidades dela assim como um pai ou uma mãe fazem pelos seus filhos crianças?


Quando a mulher não comunica sua necessidade ao homem por orgulho e age como se ele tivesse a obrigação de fazer do jeito DELA só porque, caso a situação fosse o inverso, ela teria ido até o hospital sem ele pedir, ela está agindo de forma imatura e mimada.


Essa é uma característica comum dos “Filhinhos da mamãe” e das “Filhinhas do papai”. Esse é um termo técnico dentro da Constelação Sistêmica, que revela relações intensas, cheias de paixão, mas também permeadas com muitos conflitos, dramas, culpas e com ninguém resolvendo nada!


Se identificou? Deseja relações mais saudáveis e maduras?

1) Venha constelar pra você aprender a ficar no seu lugar certo dentro da família

2) Aprenda a ser humilde na comunicação e revelar o que você precisa: “amor, vou me sentir melhor com você aqui ao meu lado no hospital, estou precisando de você. Você consegue vir ainda hoje?”


Como anda sua comunicação com seu parceiro?


Beijos de luz,

Juliana Bertoncel





#terapiaemusica#julianabertoncel#cursoconstelacaofamiliar#cursoconstelaçãosistêmicafamiliar#formaçãoprofissional#autoconhecimento#desenvolvimentopessoal#queroserconstelador#berthellinger#constelação#relacionamentosaudavel#relacionamentoamoroso#casamento#feminino#namorados

6 views0 comments
©© Copyright