top of page
  • Foto do escritorJuliana Bertoncel

Abraçando a Jornada da Vida e da Morte: como lidar com o luto e a saudades dos que partiram


Consentir com o inevitável destino da morte, seja de uma situação ou de alguém querido, é um dos maiores desafios que enfrentamos ao longo de nossas vidas. As grandes perdas são uma parte intrínseca da nossa jornada, fechando ciclos conforme o tempo passa. Como lidamos com a morte e a perda pode ter um impacto significativo na continuação da nossa vida.


Consentir não significa desejar a perda, mas sim, não criar resistência diante do que não podemos controlar. Dizer adeus é doloroso. Seja um adeus a um casamento através do divórcio, a um emprego através de uma demissão, a um ente querido que partiu, ou até mesmo ao nosso antigo eu, abrindo espaço para uma nova versão de nós mesmos. A vida muitas vezes exige pequenos renascimentos, que, como o parto, requerem muita energia para concluir a transição.


Consentir com o destino de morte ou finalização significa permitir-se ter sentimentos: SENTIR a DOR até conseguir acomodar no coração um movimento que trará paz à sua alma.



Bert Hellinger disse: “conseguimos nos despedir quando celebramos o todo, vida e morte, ir e vir, passar e permanecer como um cântico de louvor”. O que significa celebrar o todo? Significa abraçar a morte como parte da vida!


Dizer um grande sim à vida das pessoas queridas exige honrar e reverenciar a morte delas. A dor que sentimos nas despedidas é o preço que pagamos por termos compartilhado momentos preciosos com essas pessoas.


Gosto de imaginar aqueles que partiram como um pássaro que voa, onde o eco do seu canto permanece, preenchendo o espaço do nosso coração com memórias que continuam a ressoar, proporcionando conforto e calor nos momentos de saudade.


No Dia de Finados, desejo que você possa consentir e reverenciar o destino daqueles que partiram, permitindo que o eco das pessoas queridas encontre um lugar permanente em seu coração. Que suas lembranças continuem a reverberar e iluminar o caminho da sua jornada, como uma constelação de estrelas que brilha eternamente no céu da sua vida.


Juliana Bertoncel

Terapeuta Sistêmica e Vibracional


Nem sempre é fácil conseguir sentir e passar pela dor sozinho até chegar num local de paz no coração. A forma como você lida com a morte e a perda tem um impacto significativo na continuação da sua vida. Não relute em pedir ajuda. Para agendar sua sessão terapêutica ou uma Constelação Sistêmica, entre em contato pelo WhatsApp: 11 9.9217.1846



10 visualizações0 comentário

Comments


©© Copyright
bottom of page